Buscar
  • The Plot Company

Como criar roteiro? Primeiro de tudo: Saiba dos limites

O princípio da LIMITAÇÃO CRIATIVA é essencial para qualquer roteirista em qualquer situação. Não ter limites é como jogar tênis numa quadra sem marcações e sem rede.

O primeiro passo para uma história bem contada é criar um universo pequeno o suficiente para que a audiência consiga se reconhecer dentro dele.

Quanto mais genérico, maior será a dificuldade de haver conexão com a mensagem e consequentemente a audiência esquece da narrativa pois a trama não a conduziu para este “mundo”.


Geralmente os criativos acham que a liberdade é o principal elemento achando que limitações restringem as escolhas. Ao contrário. Se eu peço para você “faça um filme”. Como vai começar?





Mas se eu peço para fazer um filme sobre um seria killer que mata serial killers pois quando era bebê teve seus pais mortos na frente dele e assim desenvolveu um impulso incontrolável para matar. Essa premissa é da série DEXTER!


Dessa forma, dentro dos limites, você pode não ter limites!


A LIMITAÇÃO CRIATIVA inspira a criatividade.

Portanto, quando for escrever sua história, dentro ou fora do mundo corporativo, defina antes de tudo “sobre quem é”, que tipo de “conflito” esse alguém passa, “onde ela acontece” e qual é o grande “desejo que está em jogo”.


E uma das formas de você definir esses limites é através da "IDEIA GOVERNANTE". Nela, em uma sentença você define a causa e o efeito da sua história e "como" e "porque" o protagonista (ou os protagonista) mudou.





Ambos conceitos são muito bem explorados por Robert McKee, que tive o privilégio de representá-lo no Brasil com seu curso e também trazendo seus princípios para o mundo corporativo.


Nesse vídeo ele esclarece o que é uma ideia governante (controling idea) e também nos ajuda a entender a importância de sabermos exatamente "sobre o que" é a história.

Esse é um de muitos conceitos que devem estar presentes em qualquer roteiro. Por isso que muita gente por ai diz que "faz storytelling" mas não faz a menor ideia da profundidade que esse tema traz.



Há mais de 20 anos que estudo e pratico #storytelling para pessoas e empresas. E quanto mais eu aprendo e estou em contato com novas histórias, mais eu percebo que não há limites para aprendermos e dominarmos essa arte aliada a técnica. Mas há limites na hora de criar, :-)


Boas histórias!

4 visualizações

Joni Galvão - Todos os direitos reservados